Centésima ovelha

Quantos irmãos feridos pelos dardos inflamados do diabo, tem ficado tombados pelos caminhos da vida cristã, e nos companheiros de fileira, ombro a ombro, não paramos para ergue-los, ao invês dissso pelo descaso ou preocupações das mais diversas deixamos nossos irmãos para traz.

Em Lucas 15:4-7.

"4 Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove e não vai após a perdida até que venha a achá-la?

5 E, achando-a, a põe sobre seus ombros, gostoso;

6 E, chegando à casa, convoca os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida.

7 Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento."  

Nossas igrejas no Brasil tem arrebanhado uma grande quantidade de pessoas que congregam conosco  e derrepente afastam-se desapercebidamente e ninguém sabe qual o motivo do irmão não estar mais caminhando junto a nós.

E o que fazemos irmãos?

Visitamos como um dever e uma obrigação, uma visita rápida.Quando as pessoas que se afastam é porque estão com algum problema e quem tem problema necessita de acompanhamento e não uma visita esporádica.

Ir de encontro aos afastado tem de ser visto como um ministério, um compromisso com esforço diário em resgate dos feridos que muitas vezes estão pelos bares, prostibulos, hospícios e abrigos, como pessoas rejeitadas pelos familiares e por fim pela sociedade que não quer encarar o problema de frente mas sim ignorar, fazer de conta que não existe ou que não lhe pertence.

Como posso ignorar o que está diante dos meus olhos?

As vezes parece que temos mais crentes afastados do evangelicos do que dentro de nossas igrejas; é necessário acrescentar uma visão a mais com respeito aos amados que estão enfermos e abatidos, que necesssitam muito de nossa ajuda tão quanto os novos na fé.Não só se alegrar com os que chegam novos na fé, mas também com os que retornam que se afastam não porque Jesus os desagradou mas nós que não demos a devida atenção e como muitas vezes usamos de palavras que feriram no fundo da alma daqueles que mais precisavam de nós.

Quantos amados estão afastados por causa de atitudes carnais de outros irmãos e lideres que não puderam suportar os fracos na fé ou ate mesmos por eles serem os tais fraco.

Então o que fazer?

Temos de ir de encontro dos afastados com um espírito comprometido em resgatar quem estaja distante e incerir a ovelha desgaradoa ao rebanho com grande alegria e jubilo.

Como visitar?

É necessário um querer estar sempre junto daqueles que professam da mesma fé e que principalmente necessitam de ajuda, é querer ser amigo e amigo é aquele que ouve quando queremos desabafar, que quando estamos muito irados, nos olha nos olhos e diz que nos ama, que não se importa com o que dizem a nosso respeito mas que acredita em nós e sempre dá mais uma chance.É ter a sensibilidade e o discernimento, olhar nos olhos, dar um abraço ou simplismente dizer - Estou aqui!

Se você não tem este chamado pelos menos uso o dom que você tem em apoio daquele que trabalham para isto.